Bem-vindo, Leopardo

sexta-feira, 26 \26\UTC outubro \26\UTC 2007 at 12:11 pm Deixe um comentário

O nome dele é Leopard (em português, deveria ser Leopardo), da família Mac OS X. É o novo sistema operacional da Apple, que será lançado hoje às 18:00 (horário de Brasilia). Além do Leopardo, espera-se que mais alguma coisa seja lançada, como um novo Macbook ou um novo Xserver. Ou será um novo iPhone, chamado iPhone Extreme? O novo Leopard é foda. Não, não estou especulando, lendo no site da Apple ou lendo críticas na internet. Eu usei o Leopard beta muitas vezes, e além dos bugs não-críticos que ainda existem na versão beta, em geral ele é estável, mais bonito que a versão anterior, e as novas características são bem interessantes, a ponto de convencer os atuais usuários de Mac a continuarem bem longe do Microsoft Windows Vista. Sim, usei o Windows Vista também, e tomo a “humilde liberdade” de dizer que o Leopard é BEM melhor para usuários desktop. Pra que nunca usou Mac, é mais ou menos assim: a facilidade de uso é maior que qualquer outra coisa usável (Windows, Ubuntu, SLED, Xandros, Mandriva), seu Xcode compete com o Microsoft Visual Studio (e o Leopardo é certificado na biblioteca Unix), roda aplicativos do universo GNU/Linux, vem com um monte de programas de primeira linha: navegador Safari (ou pode usar Firefox se quiser), e-Mail com agregador RSS, tocador de músicas iTunes, tocador de vídeos Quicktime, programa de calendário (puxa calendário do gmail como somente leitura), agenda de contatos (sincroniza com contatos do Yahoo Mail), além de poder instalar Windows (você precisa comprar o CD do Windows) ou Linux (precisa do CD/DVD de instalação) com o Boot Camp (que vem incluído no Leopardo), e até rodar esse Windows ou Linux do Boot Camp simultaneamente no VMware Fusion ou no Parallels, através da virtualização do sistema operacional nativo (isso não existe no Windows nem no Linux ainda!) e depois ativar o Unity ou o Coherence. O Preview e Cover Flow permitem visualizar capas de CD igual no novo iPod, ver imagens, tocar músicas ou vídeos, visualizar PDF e arquivos OpenDocument e Ms-Office direto na pasta dos arquivos ou em uma caixa de diálogo, sem precisar abrí-los. O Spotlight é aquilo que a Microsoft copiou e chamou de ‘pesquisa’ no menu iniciar do Vista e no Windows Explorer. Tem o NeoOffice, um programa de terceiros, que é a versão (mais bonita) do BrOffice/OpenOffice pra Mac, compatível quase totalmente com os formatos Ms-Office 2007, e compatível totalmente com versões anteriores do Ms-Office. Seja bem-vindo, Leopard, tomara que você faça sucesso aqui no Brasil. Assiste ao Tour (em inglês) no Youtube ou no site da Apple.

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized. Tags: .

A Microsoft coloca indústria open source contra a parede Monopólio? Deixa de ser chorão.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Categorias

Favoritos


%d blogueiros gostam disto: