OpenJDK do Fedora 9 testado a aprovado!

This week the IcedTea Project reached an important milestone – The latest OpenJDK binary included in Fedora 9 (x86 and x86_64) passes the rigorous Java Test Compatibility Kit (TCK). This means that it provides all the required Java APIs and behaves like any other Java SE 6 implementation – in keeping with the portability goal of the Java platform. As of writing, Fedora 9 is the only operating system to include a free and open Java SE 6 implementation that has passed the Java TCK. All of the code that makes this possible has been made available to the IcedTea project so everyone can benefit from the work.

Fonte: http://blog.softwhere.org/archives/196

Update: dicas para instalar o OpenJDK 6 no Ubuntu 8.04, Fedora 9 e CentOS 5 (clique aqui).

Anúncios

quinta-feira, 19 \19\UTC junho \19\UTC 2008 at 8:12 pm Deixe um comentário

Análise rápida do openSUSE 11 RC1

O KDE 4 tem um botão K muito interessante, mas acredito que não seja novidade nessa versão. Também tem um dashboard (opa, sinais de inteligência aqui). Porém o KDE 4 continua com um visual infantil.

quinta-feira, 19 \19\UTC junho \19\UTC 2008 at 12:14 pm Deixe um comentário

Os grandes que usam Linux no ponto de venda

“Casas Bahia, Pão de Açucar, Droga Raia, Lojas Marabraz, etc — todos eles casos de sucesso no uso de Linux em seus Pontos de Venda.” Fonte: Avi Alkalay

quarta-feira, 18 \18\UTC junho \18\UTC 2008 at 3:25 pm Deixe um comentário

Cansado do YUM? Com vocês o APT!

* Ele funciona com repositórios “repomd” (assim como o yum)
* Ele é muito mais rápido que o yum
* Ele faz multilib (coexiste 32bit e 64bit)
* Ele tem sido mantido
* Ele verifica chaves GPG nos pacotes
* Ele tem ligações para Python
* Ele tem interface gráfica (synaptics)
* Ele manuseia múltiplos repostórios muito melhor

Veja o artigo: http://dag.wieers.com/blog/using-apt-in-an-rpm-world

quarta-feira, 18 \18\UTC junho \18\UTC 2008 at 2:51 am Deixe um comentário

Repositório Git consome menos espaço do que Subversion?

Baixei o repositório do SQLObject (completo) pelo Subversion (SVN):

$ svn co http://svn.colorstudy.com/SQLObject SQLObject

………

Olhe bem o tamanho desta fera:

$ du -hc –max-depth=1 SQLObject
71M    SQLObject/branches
88K    SQLObject/.svn
128K    SQLObject/contrib
346M    SQLObject/tags
6,6M    SQLObject/trunk
424M    SQLObject
424M    total

Não demorou tanto para baixar, então suponho que o computador baixou dados comprimidos, muito menos que estes 424MB.

Em seguida importei o mesmo repositório dentro do Git. Depois disto, observe abaixo os comandos que executei e como mudou o tamanho do repositório.

Logo após importar o repositório:

$ du -hc –max-depth=1 .
1,5M    ./sqlobject
16K    ./scripts
89M    ./.git
56K    ./debian
90M    .
90M    total

Após rodar o coletor de lixo:

$ git gc
Counting objects: 8753, done.
Compressing objects: 100% (8731/8731), done.
Writing objects: 100% (8753/8753), done.
Total 8753 (delta 6320), reused 0 (delta 0)
$ du -hc –max-depth=1 .
1,5M    ./sqlobject
16K    ./scripts
7,6M    ./.git
56K    ./debian
9,2M    .
9,2M    total

Após apagar objetos não utilizados:

$ git prune
$ du -hc –max-depth=1 .
1,5M    ./sqlobject
16K    ./scripts
5,8M    ./.git
56K    ./debian
7,3M    .
7,3M    total

O tamanho original do repositório é 424MB, mas faz mais sentido que o tamanho real dele seja realmente 90MB, como o Git acusou. O tamanho do repositório importado no Git caiu de 90MB para 7,3MB. Com esta economia de espaço, economiza-se banda, tempo e mídia de backup.

segunda-feira, 16 \16\UTC junho \16\UTC 2008 at 4:10 am Deixe um comentário

É claro que a Apple usa Git

Devido à minha opinião de que Git é muito bom, comecei a desconfiar que Apple o usava, e hoje por acaso encontrei um link que comprova o fato. Clique aqui para conhecer o repositório do Xquartz, feito em Git.

Update: o link é este.

quarta-feira, 11 \11\UTC junho \11\UTC 2008 at 8:31 pm Deixe um comentário

Como des-publicar um branch publicado acidentalmente no Git

Talvez nem todos saibam, mas o Git é um dos mais poderosos sistemas de controle de versão. Dos que já ouvi falar (CVS, Subversion, Perforce, Bzr, Mercurial), ele é sem dúvida o melhor, principalmente devido às suas funcionalidades. É muito rápido fazer “rebase” e “merge”, muito rápido manter árvores paralelas e desenvolvimento distribuído.

Deixando a introdução de lado, enviei alguns branches acidentalmente e agora desejo despublicá-los. O comando para despublicar é:

git push <repositorio-remoto> :refs/heads/<branch-a-ser-deletado>

terça-feira, 10 \10\UTC junho \10\UTC 2008 at 10:55 am Deixe um comentário

Posts antigos Posts mais recentes


Categorias

Favoritos